Enviado em 13.06.2016

Conheça os problemas na rede corporativa mais comuns

As redes corporativas são fundamentais para garantir o bom funcionamento dos serviços de empresas em vários setores. Conheça alguns dos problemas que podem atrapalhar seu bom funcionamento.

Conheça os problemas na rede corporativa mais comuns - ISPBLOG

As redes corporativas são fundamentais para garantir o bom funcionamento dos serviços de empresas em vários setores. Hoje, com a popularização de plataformas de cloud computing e outras tendências que dependem de conexões de rede para terem o seu funcionamento pleno, empreendimentos passaram a ter uma grande dependência de transmissões de dados confiáveis e de alta velocidade.

Nesse cenário, é importante que gestores mantenham políticas de gestão capazes de garantir a confiabilidade da infraestrutura, impedindo que problemas comuns afetem o desempenho dos serviços da corporação.

Quer saber quais são os mais comuns? Então, veja a nossa lista abaixo!

1. Falta de investimento em renovação da infraestrutura

Manter uma infraestrutura de TI atualizada pode exigir um grande investimento. Equipamentos de rede como é o caso de servidores dedicados possuem um custo de contratação alto, o que pode inviabilizar a sua troca regular. Quando isso acontece, a empresa pode passar por problemas para atender às demandas do mercado, diminuindo as suas receitas e a sua produtividade.

Para evitar que isso se torne um agravante de operação, gestores podem investir em modelos operacionais mais flexíveis. Por meio de soluções como o outsourcing e o cloud computing, a empresa pode manter uma estrutura de ponta com um custo menor.

2. Má configuração de dispositivos

Uma das formas mais eficazes de evitar gargalos de rede e garantir o prolongamento da vida útil dos seus ativos de TI é otimizando as configurações de todos os equipamentos. Os ajustes devem ser pensados de acordo com as necessidades da empresa e tendo em mente a sua capacidade de entregar serviços com qualidade.

Dessa forma, o gestor pode manter aparelhos configurados de acordo com o tipo de atividade que é exercida pelos usuários da infraestrutura de rede corporativa.

3. Ausência de monitoramento

O monitoramento de infraestruturas de TI, assim como a otimização das configurações de dispositivos digitais, é uma das formas mais eficazes de prevenir grandes problemas com ativos digitais.

Por meio de sistemas automatizados, gestores de TI podem identificar automaticamente vulnerabilidades, rastrear comportamentos suspeitos e identificar tentativas de ataques à rede. Além disso, o setor poderá redimensionar a rede sempre que um excesso de requisições for detectado, mantendo a qualidade da conexão continuamente.

4. Gargalos na rede

Os gargalos na rede acontecem, principalmente, quando a infraestrutura não é redimensionada corretamente. Durante períodos de uso mais intenso (seja em função de um projeto novo ou uma mudança nas necessidades do mercado), os equipamentos da empresa passam a lidar com um número maior de requisições de usuários, o que pode comprometer a qualidade da conexão de rede corporativa.

Nesse cenário, junto com as medidas mencionadas anteriormente, a empresa pode investir na expansão da capacidade da rede. Por meio de tecnologias como a fibra óptica e a compra de equipamentos mais modernos, os gestores de TI conseguem redimensionar a capacidade da rede corporativa, aumentar a sua estabilidade e diminuir a latência, a perda de pacotes e os erros de acesso. Além disso, por meio da renovação dos equipamentos, o custo de manutenção tende a diminuir em médio e longo prazo.

 

E você? Conhece algum erro que pode ocorrer na gestão de uma rede corporativa? Conta pra gente nos comentários.

E-commerce especializado em soluções para provedores de internet.
No mercado desde 2009, atua em todo o território nacional, sendo referência de qualidade e bom atendimento.

Comentários