Enviado em 12.07.2019

Comunicação pela Rede Elétrica

Quer aprender mais sobre Comunicação pela Rede Elétrica? Então confira o Post de hoje de José Maurício.

A preocupação atual dos provedores de serviços de telecomunicações é atender à crescente demanda por novos serviços e aplicações em banda larga. A solução adotada pela maioria é conectar individualmente cada usuário ao backbone principal através de redes secundárias, no trecho conhecido como “last mile” (última milha), utilizando a infraestrutura da rede existente, baseada em pares metálicos, cabos coaxiais e fibras ópticas. Entretanto, esses meios ainda estão concentrados em áreas de grande densidade populacional, excluindo os usuários que se encontram em regiões mais afastadas, menos habitadas ou de difícil acesso.

A tecnologia PLC (Power Line Communications), também conhecida como DPL (Digital Power Line) ou BPL (Broadband Power Line) não é nenhuma novidade, sua pesquisa remonta há mais de uma década. Na Europa, vem sendo utilizada em aplicações que não demandam grandes velocidades na transmissão dos dados, como medições remotas, controle de equipamentos, monitoração de sistemas etc. A novidade é sua utilização em aplicações mais sofisticadas, como Internet em banda larga e videoconferência, para que estejam disponíveis a partir de qualquer tomada elétrica nas residências e prédios. O objetivo da tecnologia PLC é suprir essa lacuna na infraestrutura de comunicações e proporcionar o acesso à informação, utilizando o cabeamento da rede de distribuição de energia elétrica, que está presente em praticamente todos os lugares, como meio de transporte para os sinais de voz, dados, imagem, etc., e permitir o acesso à Internet, independentemente da existência de outras redes de comunicação.

A ideia básica é utilizar o sistema de distribuição de energia de baixa tensão como meio de transporte dos sinais de telecomunicações. Em termos mais simples, a PLC é uma tecnologia baseada no conceito de aproveitamento da rede elétrica, sendo capaz de transmitir sinais de dados e voz pelo sistema de distribuição de energia, usando sinais de alta frequência, o que acaba transformando o sistema elétrico em uma verdadeira rede metropolitana, interligando prédios, empresas e residências. Como a rede elétrica está presente em praticamente todos os lugares, não existe a necessidade de obras para instalação de novos cabos para esses serviços.

O maior atrativo da tecnologia PLC está na utilização das linhas de energia elétrica em conjunto com os protocolos TCP-IP para a comunicação entre redes de computadores e o acesso à Internet em banda larga. Este conjunto permite ainda aplicações como telefonia IP, TV por assinatura, transmissão de vídeo e áudio sob demanda, telemetria e muitas outras, atingindo velocidades superiores a 100Mbps.

Em relação às outras tecnologias de acesso, a PLC apresenta várias vantagens, pois além de não necessitar de instalação de cabos adicionais, está disponível em qualquer tomada de energia elétrica existente. Além disso, ao utilizar a infraestrutura da rede elétrica, a PLC oferece uma grande mobilidade para as conexões dos diversos equipamentos.

Outra característica interessante da tecnologia PLC é a possibilidade de transformar a infraestrutura elétrica de uma residência ou edifício em uma rede local, onde cada tomada pode ser encarada como um ponto de acesso. Essa ideia pode ser aplicada ainda para interconectar dispositivos inteligentes, em aplicações de telefonia, áudio e vídeo, redes domésticas, automação e outras mais (Fig. 1).

Comentários