Enviado em 16.05.2018

Implantação de infraestrutura própria para passagem de rede de telecomunicações

O aumento crescente da necessidade de conexão em locais remotos, como também a inviabilidade técnica de compartilhamento nos postes da concessionária muitas vezes, faz com que o projetista tenha que buscar soluções menos convencionais para viabilizar a implantação de redes de telecomunicações.

O aumento crescente da necessidade de conexão em locais remotos, como também a inviabilidade técnica de compartilhamento nos postes da concessionária muitas vezes, faz com que o projetista tenha que buscar soluções menos convencionais para viabilizar a implantação de redes de telecomunicações.

Separamos aqui as atividades em redes aéreas e subterrâneas, o leitor poderá notar que existem várias maneiras de se fazer a mesma coisa, ficando a resolução de problemas a cargo de cada projetista, em cada caso.

Implantação de redes subterrâneas com ou sem saída em posteamento aéreo

A implantação de redes subterrâneas poderá ser realizada sempre que houver algum tipo de problema com o posteamento, quando a altura mínima exigida por órgãos de rodovia para cruzamentos transversais não for atingida, ou até quando não houver mais capacidade nos postes. A rede subterrânea apresenta uma série de vantagens e poderá ser utilizada como coringa onde outras alternativas não são possíveis. Listamos abaixo algumas situações e aplicações de tecnologias voltadas para este tipo de solução:

  • Método Não Destrutivo (ou perfuratriz direcional): A implantação através do MND proporciona uma série de vantagens em relação aos outros métodos de construção de rede, sendo muito indicado nos locais de intervenção cuja a escolha de outros métodos é inviável, como cruzamentos de rodovia, locais urbanos, locais de alto fluxo de pessoas ou automóveis, cuja possibilidade de reconstrução é inviável, ficando como desvantagem principal o alto custo frente às outras soluções. O MND caracteriza-se pela instalação de rede com dutos sem intervenção na camada de piso ou passeio nas ruas e calçadas, utilizando maquinário do tipo perfuratriz direcional, monitorada por dispositivos eletrônicos de direção e profundidade de vala.

  • Método destrutivo: O método destrutivo é mais recomendado para aplicação em locais cuja necessidade de reconstrução é baixa/nula, como redes rurais e enlaces de longa distância, exceto cruzamentos de rodovia.
    Existem algumas soluções que poderão ser aplicadas, ficando a escolha atrelada principalmente ao tipo, extensão e relevo dos locais de construção.

  • Valetamento ou Microvaletamento: Para pequenas distâncias a melhor alternativa poderá ser o valetamento normal com caixa de passagem, que poderá ser realizado com o aluguel de máquinas do tipo Bobcat. Para valetamentos em áreas urbanas, cuja necessidade de reconstrução representa custo significativo, recomendamos a aplicação de valetamento utilizando microvaletadeira. Esse tipo de implantação vem crescendo com a oferta de novos tipos de máquinas capazes de realizar perfurações de 40 cm abaixo do solo, ficando ainda a opção de utilização de cabo com microduto ou cabo diretamente enterrado no solo. A reconstrução é realizada utilizando cimento específico, é rápida e não causa maiores problemas, sendo muito importante a verificação e realização de análise prévia em todos os locais de implantação, com objetivo de atestar viabilidade.

    Implantação de redes utilizando posteamento próprio

    Nos locais onde existe necessidade de implantação de posteamento aéreo podemos levantar algumas condições e realizar uma análise contemplando as vantagens e desvantagens de cada tipo de implantação. A utilização de infraestrutura própria será necessária sempre que houver inviabilidade técnica na utilização do posteamento da Concessionária, ou quando não há posteamento nos locais de interesse, ou quando limites de alturas, distâncias de rede e outros quesitos técnicos não são atingidos com a infra disponível. Novamente apresentamos algumas situações com as devidas adequações técnicas possíveis para cada caso:

  • Inviabilidade técnica de utilização do posteamento da Concessionária de Energia: Quem trabalha em municípios cuja capacidade nos postes está excedida sabe do que estamos falando, nesses casos é bom utilizar a criatividade e preparar o bolso para as intervenções. As condições para implantação poderão variar de acordo com a Concessionária, porém, na maioria dos casos é necessária apresentação de projetos de substituição ou intercalação de posteamento, que poderá ser exigida em locais onde as características do posteamento não comportam a inserção de novo ocupante, seja por postes com capacidade nominal excedida, locais de vãos longos com necessidade de intercalação ou reforço de rede, conforme disposto em cada norma técnica das concessionárias brasileiras. Normalmente é o cliente que paga todos os processos de incorporação de rede, é necessária apresentação de projeto técnico contemplando todos os itens pertinentes à implantação, e contratação do serviço, que poderá ser executado pelo pessoal da concessionária ou empreiteira cadastrada.

  • Implantação de rede no lado oposto da via em que se encontra a rede elétrica: O projeto deverá ser elaborado após análise minuciosa dos locais, levando em conta tanto aspectos técnicos como de fluxo de pessoas/veículos além das condições estabelecidas pelo poder público local. Essa solução é utilizada quando não há viabilidade em apenas uma parte do posteamento da concessionária, podendo ser uma ótima solução quando existe a necessidade de passagem por determinado local. Normalmente é mais barato do que as soluções listadas até agora, com rápida implantação ficando apenas como desvantagem a necessidade de obtenção de alvará para execução da obra, além do impacto visual gerado pela implantação.

 

Para todas as alternativas citadas acima, é necessário a obtenção de alvará do Poder Público Municipal, cujo processo poderá tramitar junto aos órgãos responsáveis da prefeitura do seu município. Normalmente é necessário a apresentação de projeto técnico contendo informações sobre a obra a realizar, com as devidas autorizações de passagem quando se tratar de terreno particular, e/ou laudo de viabilidade emitido por profissional habilitado. É necessário atentar para todo tipo de infraestrutura existente nos locais, como dutos de água, esgoto e redes subterrâneas, até mesmo para implantações de postes.

Consulte as normas técnicas disponíveis no seu município e na sua concessionária, e também agende horário para reunir informações com os departamentos competentes para saber quais são as necessidades específicas de cada localidade.

ELOI PIANA 

Engenheiro Eletricista formado pela Unioeste, Diretor da empresa Instelpa Engenharia Elétrica, Profissional Certificado em Projeto e Execução de Redes Ópticas.

A Revista do Provedor!
Fornecemos conteúdo de qualidade, especializado, produzido por grandes nomes do setor de telecomunicações, e tudo isso gratuitamente por meio das mais de 2 mil publicações impressas por edição, além da versão online.

Comentários