Enviado em 19.08.2016

Qual a diferença entre ONU e ONT?

O que difere uma ONU de uma ONT? José Mauricio Pinheiro nos explica no post de hoje! Confira!

Uma Rede Óptica de Distribuição transporta o sinal óptico desde os pontos de concentração (armários e caixas de emenda) até o ponto de encontro com a rede de acesso. Ela se constitui no meio de transmissão óptica entre o OLT e as unidades ópticas (ONU/ONT’s).

A rede óptica utiliza componentes que interligam o Terminal de Linha Óptica (Optical Line Termination – OLT), situado na Central de Equipamentos ao Terminal de Rede Óptica (Optical Network Termination – ONT), alojado nas dependências do usuário, ou a Unidade de Rede Óptica (Optical Network Unit – ONU), alojada em postes ou armários de rua, através da Rede Backbone e da Rede Óptica de Distribuição (Optical Distribution Network – ODN).

Um ONT é um equipamento eletrônico ativo, instalado em ambiente interno, diretamente nas dependências do usuário, com o objetivo de proporcionar a conexão óptica com a PON e fazer a interface com o equipamento do usuário. Dependendo das necessidades de comunicação pode incluir portas Ethernet, portas para telefonia, capacidade de transmissão sem fio e saída de vídeo, entre outras funcionalidades.

Uma ONU é semelhante ao ONT. Trata-se de um equipamento eletrônico ativo, instalado em ambiente externo, normalmente no interior de armários, bastidores ou pedestais, em vias públicas, com alimentação elétrica autônoma e proteção quanto a mudanças climáticas e vandalismo. A ligação da ONU até o equipamento do usuário pode ser realizada através de cabos de pares metálicos, cabo coaxial, fibra óptica ou ainda via rádio enlace.

Assim como ocorre com o ONT, uma ONU possui uma ou mais portas Ethernet e portas para telefonia, além de Wi-Fi e saída para vídeo, entre outras funcionalidades.

Para comprar ONU/ ONT acesse ISP Shop

Gerente de Engenharia e Operações na BRIP Multimídia. Profissional com mais de 20 anos de carreira desenvolvida nas áreas de gestão e operação de redes de telecomunicações, teleprocessamento e automação, com ênfase em projetos de infraestrutura. Sólidos conhecimentos em gestão tecnológica, com cursos de especialização em sistemas de telecomunicações, teleprocessamento, automação industrial e redes de computadores. Desenvolvimento e aplicação de treinamentos técnicos em empresas no segmento de telecomunicações. Autoria de diversos livros e artigos técnicos e científicos, publicações, organização de Congressos e participação como palestrante e convidado.

Produtos relacionados

Comentários