Enviado em 13.11.2015

Fibra Óptica x Rádio Frequência: qual ideal para você

As redes de fibra óptica oferecem conexões de alta velocidade e com grande estabilidade, permitindo que uma grande quantidade de informações sejam transmitidas por um mesmo cabo. Já as redes de alta frequência conseguem unir a conexão à internet em locais de difícil acesso a baixos custos de instalação. Se você quer conhecer mais sobre essas duas tecnologias, leia o artigo de hoje!

Ao longo dos anos, as redes de internet evoluíram bastante, visando suprir diferentes demandas de velocidades de conexão e facilidades de uso. Dentre as opções de conexão, a fibra óptica e a rádio frequência ganham destaque. Mas qual delas é a ideal?

As redes de fibra óptica oferecem conexões de alta velocidade e com grande estabilidade, permitindo que uma grande quantidade de informações sejam transmitidas por um mesmo cabo. Já as redes de alta frequência conseguem unir a conexão à internet em locais de difícil acesso a baixos custos de instalação. Se você quer conhecer mais sobre essas duas tecnologias, leia o artigo de hoje!

Fibra óptica x rádio frequência

Conexão por fibra óptica

A fibra óptica começou a ser explorada comercialmente na década de 80, com a implantação do primeiro cabo intercontinental de transmissão de dados. Nos últimos 30 anos, a tecnologia evoluiu de tal forma que hoje conseguimos conectar, ao mesmo tempo, 200 milhões de circuitos telefônicos com uma taxa de transmissão de dados próxima de 1,6 terabits por segundo. Toda essa capacidade de transmissão permite que serviços de VoIP, streaming e videoconferência ofereçam uma boa experiência de uso, com imagens e áudio de alta resolução.

A fibra óptica é fabricada com filamentos de sílica ou vidro ultrapuro, finos e flexíveis. A capa protetora externa permite que pulsos de luz sejam refletidos dentro do núcleo, entre dois pontos, sem perda de dados ou atenuações. Essa tecnologia tem como principal diferencial a grande robustez e resistência a interferências eletromagnéticas. Para atender às diferentes necessidades do mercado, são disponibilizados dois tipos de cabo óptico:

  • Monomodo: com alto valor de venda, esse cabo é mais utilizado em comunicações de longo alcance. A sua construção e manuseio são complexos e a sua capacidade de transmitir dados é maior.
  • Multimodo: normalmente utilizado em conexões inter e intra edifícios, possui alcance menor e é mais barata do que o cabo monomodo.

As estruturas de fibra óptica podem ser encontradas em duas formas no mercado. A “fibra apagada” é um tipo de cabeamento instalado e pronto para ser utilizado, mas que não está em uso. Ela normalmente é alugada por empresas de rede para projetos temporários que necessitam de uma grande banda de transmissão de dados, como entrada em sistemas de cloud computing, realização de backups de vários computadores na nuvem ou análises de informações feita por meio de algoritmos de big data.

Já a “fibra iluminada” é a estrutura de rede que está em uso. Assim como a fibra apagada, a conexão feita por esse cabo tem estabilidade, alta velocidade e baixo custo de manutenção.

Conexão por rádio frequência

A internet a rádio utiliza ondas de rádio frequência para levar a internet a computadores em diversos locais. Ela se destaca pelo baixo custo de manutenção e instalação. Por ter um processo de contratação simples e rápido, ela auxilia companhias a terem conexão à internet rapidamente em locais de difícil acesso.

A troca de informações entre computadores é feita por meio de duas antenas, algo semelhante ao que ocorre com conexões de celulares. A diferença, nesse caso, é que a antena receptora fica localizada no teto da residência ou comércio que utiliza a rede. Esse tipo de conexão tem como principal desvantagem a dificuldade para se obter grandes velocidades de acesso e a maior instabilidade, normalmente causada pela maior facilidade das ondas de rádio sofrerem com interferências.

Afinal, qual é a melhor?

São vários os motivos para optar por uma rede de fibra óptica— a maior velocidade e estabilidade desse tipo de conexão são apenas as duas vantagens mais conhecidas. Ela também oferece menores custos de manutenção a longo prazo e mais resistência a interferências externas. Por outro lado, conexões a rádio costumam ter maior penetração em locais remotos e maior facilidade de instalação para empresas de pequeno e médio porte.

Saber quais são as reais necessidades de conexão dos clientes de seu provedor é fundamental para escolher entre oferecer soluções em fibra óptica ou conexões de rádio.

E você, conhece mais alguma vantagem ou desvantagem desses tipos de conexão? Deixe um comentário!

E-commerce especializado em soluções para provedores de internet. No mercado desde 2009, atua em todo o território nacional, sendo referência de qualidade e bom atendimento.

Produtos relacionados

Comentários