Enviado em 12.09.2016

Rack para Servidor: o que levar em conta na hora de escolher?

Os gabinetes de rack para servidor são fundamentais para o bom funcionamento da máquina, porque, além de protegerem, mantêm o equipamento organizado, tornando mais fácil a manutenção do servidor pelos técnicos.

É comum algumas empresas desperceberem ou desconsiderarem um item muito importante – a escolha do rack – quando definem o ambiente em que o servidor será instalado.

Os gabinetes de rack para servidor são fundamentais para o bom funcionamento da máquina, porque, além de protegerem, mantêm o equipamento organizado, tornando mais fácil a manutenção do servidor pelos técnicos.

O que levar em conta na hora de escolher o rack para o servidor da sua empresa? Vamos dar algumas sugestões que vão ajudar você nessa tarefa. Acompanhe o post!

Modelos de rack para servidor

No mercado atual, existem quatro principais modelos de rack para servidor:

  • Rack de piso fechado – é usado para uma aplicação mista, com servidores, cabeamento estruturado e acessórios de rede. Esse tipo de rack oferece segurança para os equipamentos, sendo mais utilizado em ambientes que não foram projetados para receber um CPD profissional;
  • Rack de piso aberto – adequado para uma aplicação profissional, em que o ambiente foi projetado com piso elevado e resfriamento para recepção do servidor;
  • Minirrack de parede – é indicado para equipamentos leves, não para servidores;
  • Rack de coluna – exclusivo para cabeamento estruturado.

Por isso é importante que seja definido qual deles é ideal para o ambiente de sua empresa.

Medidas

Calcule as medidas do servidor, para que possa escolher um rack com espaço interno suficiente para acomodar todo o equipamento. Sendo assim, inclua espaços para acessórios como: monitores LCD, dispositivos de monitoramento ambiental, bateria backup, entre outros itens. É preciso também pensar em uma possível expansão da máquina, por isso, aumente um pouco as medidas do rack.

O espaço físico também precisa ser levado em consideração. Meça o ambiente em que o rack ficará, bem como os acessos ao local, por portas ou elevadores. Por que esse cuidado é importante? Dependendo do tamanho do rack, poderá ser difícil, se necessário, circular com o servidor.

Resfriamento

O rack pode ajudar muito o servidor a receber um bom resfriamento, portante, prefira o rack perfurado. Por estar em uma estrutura aberta, o servidor receberá uma boa ventilação, que diminuirá os gastos com energia – pois não ocorrerá aumento excessivo da temperatura do ambiente – e evitará o aquecimento do equipamento.

Se a escolha for por um rack fechado, será necessário espaço para instalar pequenos ventiladores para o resfriamento do aparelho.

Prateleiras

Existem vários tipos de prateleiras. Entre elas, estão: fixas, deslizantes e ajustáveis. Mais uma vez, você deverá considerar as necessidades de seu equipamento. Como o ideal é pensar na praticidade e em uma futura expansão do servidor, as prateleiras deslizantes e ajustáveis são as mais recomendadas.

Trilhos

A maioria dos fabricantes recomenda trilhos com furos quadrados, para porcas tipo gaiola, que facilitam a instalação. Pense na profundidade necessária para a acomodação dos equipamentos, e daí adquira trilhos adequados a essas necessidades e que facilitem o manejo do rack.

Pés

Prefira pés reguláveis e de material resistente, para manter o servidor bem nivelado e estável diante do peso dos equipamentos. Uma boa escolha dos pés do rack facilitará quando for necessário trocá-lo de lugar.

Este artigo ajudou você a descobrir como escolher um rack para servidor? Assine nossa newsletter e receba outras sugestões!

E-commerce especializado em soluções para provedores de internet. No mercado desde 2009, atua em todo o território nacional, sendo referência de qualidade e bom atendimento.

Comentários